quarta-feira, 21 de julho de 2010

A minha vida, Senhor, para Ti!

















A minha vida, Senhor,
simples e direita como uma flauta
para que possas enchê-la,
enchê-la com a Tua música.

A minha vida,Senhor,
barro macio nas Tuas mãos,
para que possas dar-lhe forma,
a forma que quizeres.

A minha vida,Senhor,
semente livre no vento
para que possas semeá-la,
semeá-la onde quiseres.

A minha vida,Senhor,
madeira seca,
para que possas acendê-la
e arda para o pobre e para Ti!
.

1 comentário:

  1. SEMENTE LIVRE NO VENTO

    no aconchego da minha alma
    sinto a Tua vida, Senhor
    na mais bonita poesia

    Muito bonito Pe. Nuno.
    Um abraço amigo.

    dulce ac

    ResponderEliminar