quarta-feira, 18 de julho de 2018

Thank you, Lord!



Tragedies are common place.
All kind of diseases, people are slipping away.
Economies down,
people can't get enough pay, as for me, all I can say is,
"Thank you, Lord for all You've done for me".

Folks without homes living out in the streets
and the drug habit some say,
they just can't beat.
Muggers and robbers,
no place seems to safe,
but You've been my protection every step of the way
and I want to say,
"Thank you, Lord for all You've done for me".

(It could have been me) thank You,
(outdoors) thank You,
(with no food) thank You,
(and no clothes) thank You,
(or left alone) thank You,
(without a friend) thank You,
(or just another number) thank You,
(with a tragic end) Oooooooh! thank You, Lord.
(But You didn't see fit) thank You,
(to let none of these things be) thank You,
('cause everyday by Your power) thank You,
(You keep on keeping me) thank You;
(and I want to say)
Thank You Lord for all You've done for me.

I wanna to thank You for Your love (Thank You).
Thank you for Your power (thank You)
Thank you for protection (thank You)
every hour (thank You).

(I wanna thank You for Your love) thank you,
(I wanna thank You for power) thank You,
(thank You for protection) thank you,
(every hour) Thank you.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Paulo Henrique, história de superação



“No mundo tereis aflição, certo? Então não tem como eu dizer para você que é fácil. Porque se o próprio mestre, se o Messias que nasceu perfeito, tanto em sua forma física quanto em seu caráter sofre aflição, quem dirá eu que sou falho?

Paulo Henrique Nascimento Pereira, eu tenho 24 anos, de Coronel Feliciano.

A vida é aflita, o mundo é assim. Mas Ele também fala: Tende bom animo pois eu venci o mundo. Por isso eu venho trabalhar todo dia. Todo dia a gente vence uma vez. É muito fácil você dizer que a vida é injusta com você e dizer que Deus Todo Poderoso tem que fazer a seu favor, uma vez que você se deita e espera a recompensa de Deus cair no seu colo.

Mas você parar para pensar, nenhum dos homens de Deus tiveram sua recompensa no colo: Abraão teve que largar sua família, Moisés teve que atravessar o deserto, Jesus, poxa, foi crucificado. Então se você quer uma recompensa de Deus, faça seu esforço. Deus não vai te recompensar por você ser uma pessoa à toa.

A palavra diz que o trabalho dignifica o homem. Vamos ser dignos, trabalhar. Eu fico sempre aqui nessa esquina da Caixa, do Bradesco.

Se quiser vir cá comprar uma balinha pode vim, se quiser conversar do amor de Deus pode vim duas vezes, a gente está sempre por aqui. Beijão.”

Paulo Henrique está desempregado e teve seu benefício negado pelo INSS. Mesmo com todas as dificuldades que a vida lhe condicionou, mantém o sorriso no rosto e a força para conquistar um dia de cada vez.


terça-feira, 10 de julho de 2018

Reunir como Igreja



Um frequentador de uma igreja escreveu a seguinte mensagem num jornal:

"Frequento a Igreja há 30 anos e durante este tempo devo ter ouvido umas 3.000 pregações. Mas, com exceção de uma ou outra, eu não consigo lembrar-me da maioria delas.  Por isso, acho que estou a perder o meu tempo e os padres também".

Essa carta divulgada no jornal gerou uma grande discussão e gerou uma sábia resposta de um leitor:

"Estou casado há mais de 30 anos e durante esse tempo a minha mulher deve ter cozinhado umas 9.000 refeições. Mas, com exceção de uma ou outra, não consigo lembrar-me da maioria delas. Mas uma coisa eu sei: todas elas nutriram-me, alimentaram-me e deram-me a força necessária para fazer as minhas atividades. Sem essas refeições, eu e os nossos filhos estaríamos desnutridos, fracos, desanimados ou até mortos. Da mesma maneira, se eu não tivesse ido à Igreja para alimentar a minha vida, a minha alma e a da minha família, estaríamos hoje em terríveis condições espirituais".

Portanto, não deixemos de nos reunir como igreja, mas animemo-nos uns aos outros (cf. Heb 10, 25).

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Os sacerdotes na sua missão pastoral




Os sacerdotes na sua missão pastoral
O Vídeo do Papa – Julho 2018

Para que os sacerdotes que vivem o seu trabalho pastoral com dificuldade e na solidão se sintam ajudados e confortados pela amizade com o Senhor e com os irmãos.
Papa Francisco - Julho 2018
O cansaço dos sacerdotes… sabem quantas vezes penso nisto?
Os sacerdotes, com suas virtudes e seus defeitos, desenvolvem seu trabalho em tantos campos.
Diante de tantos desafios não podem ficar parados depois de uma desilusão.
Nesses momentos, é bom lembrar que as pessoas amam seus pastores, precisam deles e confiam neles.
Rezemos juntos para que os sacerdotes que vivem com dificuldade e na solidão o seu trabalho pastoral se sintam ajudados e confortados pela amizade com o Senhor e com os irmãos.

terça-feira, 3 de julho de 2018

O jovem que quer sair da Igreja



Um jovem foi ter com um sacerdote e diz-lhe:
- Sr. padre não vou mais à Igreja!
O padre então respondeu:
- Mas por quê?
O jovem acrescentou:
- Sabe, vejo as pessoas a falaram mal umas das outras; leitores mal preparados; o grupo coral que desafina; as pessoas que durante as missas ficam a olhar umas para as outras ou para o telemóvel, entre tantas e tantas outras coisas erradas que vejo fazerem na igreja.
Disse-lhe o sacerdote:
- Ok! Mas antes quero que me faças um favor. Pega num copo cheio de água e dá três voltas pela igreja sem derramar uma gota de água no chão. Depois disso, podes deixar a igreja.
O jovem pensou que ia ser muito fácil! Deu as três voltas conforme o sacerdote lhe pedira. Quando terminou disse:
- Pronto, sr. padre.
O padre perguntou-lhe:
- Quando estavas a dar as voltas, viste alguém falar mal de outra pessoa?
- Não!
- Viste as pessoas a reclamarem umas das outras?
- Não
- Viste alguém a mexer no telemóvel?
- Não
- Sabes porquê? - Perguntou o sacerdote.- Porque tu estavas focado no copo para não derrubares a água. O mesmo acontece na nossa vida. Quando o nosso foco for Jesus Cristo, não teremos tempo de ver os erros das pessoas.
QUEM SAI DA IGREJA POR CAUSA DE PESSOAS,
NUNCA ENTROU POR CAUSA DE JESUS.