quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Ó alma minha!



«Ó alma minha!
considera o grande deleite e grande amor
que tem o Pai em conhecer a Seu Filho
e o Filho em conhecer a Seu Pai,
e o ardor com que o Espírito Santo se junta com Eles,
e como nenhuma das Três Pessoas se pode apartar
deste amor e conhecimento,
porque são uma mesma coisa.

Estas soberanas Pessoas conhecem-se,
estas amam-se
e umas com as outras deleitam-se.

Pois que necessidade há de meu amor?
para que o quereis, Deus meu,
ou que ganhais?

Oh! Bendito sejais Vós
Oh! Bendito sejais Vós, Deus meu,
para sempre!

Louvem-Vos todas as coisas, Senhor, sem fim
pois não o pode haver em Vós.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582 
VII Exclamação

Sem comentários:

Enviar um comentário