quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Deus sabe o que está a fazer



"Deus criou-me para Lhe prestar um serviço específico; Ele confiou-me uma obra que não confiou a outro. Tenho a minha missão que posso nunca conhecer nesta vida, mas saberei na próxima. De alguma forma sou necessário para os Seus propósitos, tão necessário no meu lugar como um Arcanjo no dele [...] tenho uma parte nesta grande obra.

Sou o elo de uma corrente, um vínculo de conexão entre pessoas. Ele não me criou para nada. Vou fazer o bem, vou fazer a Sua obra. Serei um anjo de paz, um pregador da verdade na minha própria casa, mesmo sem pretensão, se eu guardar os Seus mandamentos e O servir na minha vocação.

Por isso vou confiar n'Ele. Onde e como eu estiver, nunca poderei ser rejeitado. Se estou doente, a minha doença pode servi-Lo; na confusão, a minha confusão pode servi-Lo; se eu estou triste, a minha tristeza pode servi-Lo.

A minha doença, confusão ou tristeza podem ser causas necessárias para algum grande fim, que está muito além de nós. Ele não faz nada em vão; Ele pode prolongar a minha vida ou pode abreviá-la; Ele sabe o que está a fazer. Ele pode tirar-me amigos, pode enviar-me para o meio de estranhos, pode-me fazer sentir desolado, fazer o meu espírito submergir, esconder o futuro de mim, ainda assim Ele sabe o que está a fazer."

Cardeal Newman, 
in "Meditações e Devoções"

Sem comentários:

Enviar um comentário