segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Consolações



«Não posso dizer
que tenha recebido muitas vezes consolações
durante as minhas acções de graças;
é talvez o momento em que menos as tenho...
Acho muito natural,
já que me ofereci a Jesus,
não como uma pessoa
que deseja receber a Sua visita
para consolação própria,
mas, pelo contrário,
para dar prazer Àquele que se dá a mim.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897 
Manuscrito A, 79 vº

Senhor Jesus,
que eu procure mais
o Deus das consolações
do que as consolações de Deus.
As consolações não são a Tua Pessoa.
A Ti encontro-Te pela fé,
pela esperança e pelo Amor.
E quando nada sinta não devo desencorajar-me,
mas saber que Tu, Senhor,
és maior do que os meus sentidos,
não cais nos meus sentimentos,
mas manifestas-Te na minha vida
de forma insensível, mas eficaz.
Ajuda-me Senhor,
a saber sempre reconhecer-Te
quer sinta, quer não sinta,
quer compreenda ou não,
quer veja ou não veja…
Tu estás sempre para além dos meus sentidos
e é pela fé que Te reconheço em todas as coisas.
Ajuda-me, Senhor, a saber encontrar-Te.

Sem comentários:

Enviar um comentário