sábado, 19 de abril de 2014

Em cada conta do Teu rosário, uma história de amor


Em cada conta do Teu rosário, uma história de amor. O amor de um Pai de infinita bondade e misericórdia que, em Teu seio, nos deu o Seu único Filho. O amor de um Filho que, na Cruz, se entregou à morte para nos dar a vida. O amor de uma Mãe que, em silêncio e sem queixume, suportou  o sofrimento do Seu Filho e a ingratidão dos homens, que estando na presença da Luz, preferiram as trevas, porque nunca duvidou que havia de cumprir-se o que lhe fora dito. 

Como Tu, exulto de alegria por este dia que passou e pelas graças que me concedeste. Obrigada por te lembrares de mim, na minha pequenez, e por guiares os meus passos. Obrigada por Te deteres no caminho quando a fragilidade da minha fé não me permite avançar e preciso que Tu a sustentes. 

Como Tu, quero saber dizer o meu "sim" a cada amanhecer. Ensina-me a desprender-me de mim e a acolher o Teu Filho em meu coração para que seja feita a Sua vontade e não a minha na certeza que vazia de mim, estarei cheia de Deus. 

Permite-me, como a Paulo, ser alegre na esperança e paciente na tribulação. Que a Tua luz radiante seja o meu farol na noite escuraQue a Tua doçura seja o abrigo do meu cansaço. Que a Tua certeza seja a âncora que me prende ao cais no mar das minhas inquietações. Que a cada encontro saiba conhecer-Te melhor, amar-Te mais e reconhecer as maravilhas que fazes em mim para deixar de ser crente e passar a ser, como Tu, uma mulher de fé!

Raquel Dias

Sem comentários:

Enviar um comentário