segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Assíduo na oração



«Procure ser assíduo na oração
e não a abandone no meio dos seus afazeres materiais.
Quer coma,
quer beba,
quer fale
ou se relacione com as pessoas,
quer faça qualquer outra coisa,
traga sempre um desejo de Deus
e afeiçoe-lhe o coração,
que é coisa muito importante para a solidão interior.
É preciso não deixar poisar a alma em pensamento algum
que não esteja voltado para Deus.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591 
Quatro Avisos a um Religioso, 9

Senhor,
S. Paulo ensina-me que
“tudo o que fizeres seja em nome do Senhor Jesus”.
Sei que isto não se aplica apenas aos sacerdotes
ou consagrados,
mas a mim, a todos.
Ser cristão de facto é viver conTigo,
sob o Teu olhar e a Tua acção.
Senhor Jesus, quero viver sempre conTigo,
de forma que o tempo da oração
não seja diferente dos outros momentos do meu dia.
Posso estar conTigo quando em oração,
quando estou sozinho,
quando estou a trabalhar,
quando estou com outras pessoas.
Que tudo faça em Teu nome,
mantendo-Te como o objecto do meu amor
através de todas as coisas…
e encontrar-Te-ei,
conhecer-Te-ei
e deixar-me-ei amar sempre mais por Ti,
para que o amor que me tens esteja em mim
e o possa derramar sobre os meus irmãos,
com generosidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário