sábado, 15 de junho de 2013

A oração do Papa antes de se tornar cardeal



Quero crer em Deus Pai, que me ama como um filho, e em Jesus, o Senhor, que derramou o Seu espírito na minha vida para me fazer sorrir e conduzir-me deste modo ao reino eterno da vida.

Creio na minha história, que foi penetrada pelo olhar de Deus, que, num dia de primavera, em 21 de setembro, veio ao meu encontro para me convidar a segui-l'O.

Creio no meu sofrimento, infecundo devido ao egoísmo, no qual me refugio.

Creio na mesquinhez da minha alma, que procura agarrar sem dar... sem dar.

Creio na vida religiosa.

Creio em querer amar muito.

Creio na morte quotidiana, que me queima, da qual fujo, mas que me sorri convidando-me a aceitá-la.

Creio na paciência de Deus, acolhedora, boa como uma noite estiva.

Creio em Nossa Senhora, minha mãe, que me ama e não me deixa nunca só.

E espero a surpresa de cada dia em que se manifestará o amor, a força, a traição e o pecado, que me acompanharão até ao encontro definitivo com este rosto maravilhoso que não sei como é, do qual fujo continuamente, mas que quero conhecer e amar. Amem

Sem comentários:

Enviar um comentário