sexta-feira, 10 de maio de 2013

És...




És o caminho que eu escolho seguir ao romper de cada aurora. Despertaste-me de um sono profundo e deste-me esperança. Mostraste-me que a vida nem sempre nos leva para onde nós queremos mas que, certamente, nos leva onde temos de chegar. Vieste ao meu encontro e pediste que Te seguisse. Aceitei o desafio sabendo que nem sempre seria fácil mas que valeria a pena. Não permitas que me esqueça, quando fraquejar ou quando for vencida pelo desânimo e quiser desistir, que Tu és o caminho que eu escolho seguir.

És a verdade na qual me glorio acreditar. A Tua palavra irrompeu no silêncio da minha indiferença e fez brotar em mim a ternura do Teu amor. Renovaste este coração empedernido com a Tua infinita misericórdia e mostraste-me que quem confia em Ti, nada tem a temer. Aprendi que todos nós temos os mesmos medos e anseios mas, se deixarmos que se faça em nós a Tua vontade e não a nossa, a Luz do mundo não mais se apagará. Fica sempre junto de mim e na noite escura da minha fé, não me deixes esquecer que a Tua palavra é a bússola que norteia o meu coração e me conduz à salvação pois Tu és a verdade na qual me glorio acreditar.

És a vida que eu escolho viver pois és a vida que há em mim. Ao seguir o Teu caminho, redescubro a Tua verdade e sinto crescer em mim o desejo de a testemunhar a todos. Ao olhar para a cruz que trago ao peito lembro-me do amor infinito do Filho que Se entregou à morte para que os seus irmãos vivessem em comunhão com o Pai a quem Ele confiara a Sua missão e vida.  Como Santo Inácio peço-Te que recebas toda a minha, liberdade, memória, entendimento, vontade e tudo o que possuo pois foste Tu que mos deste e a Ti os restituo. Quero ser o barro que moldas à Tua semelhança e aprender a amar como Tu nos amaste. Assim cada passo que der, cada palavra que proferir será testemunho da Tua vida. Como São Paulo poderei dizer confiante que já não sou eu quem vive, és Tu que vives em mim. Nunca me deixes esquecer, quando tropeçar pelo caminho e quando as trevas me fizerem duvidar, que a Ti te entrego a minha vida porque Tu és a vida que há em mim.

R. D.

Sem comentários:

Enviar um comentário