quinta-feira, 19 de julho de 2012

Mudar o mundo



Quando eu era jovem e a minha imaginação não tinha limites, eu sonhava mudar o mundo.
Quando fiquei mais velho e mais sábio, descobri que o mundo não mudaria: então restringi um pouco as minhas ambições e resolvi mudar apenas o meu país.
Mas o país também me parecia imutável.
No ocaso da vida, numa última e desesperada tentativa, quis mudar a minha família. Mas eles não se interessaram nada, afirmando que eu repeti sempre os mesmos erros.
No meu leito de morte descobri por fim que se eu tivesse começado por corrigir os meus erros e mudar a mim mesmo, então o meu exemplo poderia transformar a minha família.
O exemplo da minha família talvez contagiasse a vizinhança e assim eu teria sido capaz de melhorar o meu bairro, a minha cidade, o país e, quem sabe, mudar o mundo...
Palavras escritas no túmulo de um bispo anglicano, numa catedral na Inglaterra.

1 comentário: