terça-feira, 29 de novembro de 2011

Temos que nos disfarçar para estar próximos?



A Pro Infirmis orientou uma experiência: há apenas algumas pessoas que não têm empatia com pessoas deficientes. No entanto, o banco do passageiro no autocarro ao lado de Fabian, muitas vezes fica vazio. As pessoas com deficiência fazem parte da nossa sociedade.

Sem comentários:

Enviar um comentário