domingo, 2 de maio de 2010

Feliz Dia da Mãe



POR TUDO QUANTO ÉS!
Homenagem da Comissão Episcopal da Família no Dia da Mãe

Como não agradecer-te, mãe
se é tanto o que és
o que ofereces
e o que semeias no meu ser?

Mas como agradecer-te, mãe,
se é tão pouco o que tenho
para dizer, para te bendizer?

O que o coração sente
os lábios não são capazes de balbuciar.
Trémulos, hesitam e gaguejam,
impotentes para soltar uma palavra
ou articular qualquer som.

Mas será que existe alguma palavra
que consiga dizer o que o coração sente?

Dizer “obrigado” é pouco,
mas dizer-te “obrigado” é tudo o que resta
quando tudo já tiver sido dito.

Obrigado, mãe,
pela vida que nunca recusaste dar-me.

Obrigado pelo amor
que nunca hesitaste oferecer-me.

Obrigado pelos sacrifícios
a que nunca te furtaste.

Obrigado pela fé
com que sempre me inundaste.

Obrigado
por seres sempre berço a que volto
e fonte a que regresso

Obrigado
pelo testemunho e pela fidelidade.

Obrigado
por me teres dado a vida
e por seres vida em mim.

Obrigado
por não me eliminares quando habitei teu ventre.

Obrigado
por me amares desde o primeiro instante.

Obrigado
por nunca seres túmulo
e por sempre seres regaço.

Obrigado
por nunca pensares em ti
e por sempre pensares em mim.

Eu não mereço.
Eu não te mereço.
Mas agradeço.

Porque sei
que amar assim,
como tu amas,
é algo que só está ao alcance de ti, mãe!

Na pobreza dos gestos,
e na fragilidade das palavras,
nada mais me ocorre
que este “obrigado”.

É pequeno,
mas é profundo, caloroso e sincero.

Entrego-o no colo de Maria,
a Mãe de Jesus,
a Mãe das mães.

Que ela te abençoe
e proteja

Que ela te conforte
e compense por tudo quanto fazes,
e por tudo quanto és,
mãe!

3 comentários:

  1. Bonito, e muito sentido.
    Um momento especial de reflexão e renovação para a alma e para o espírito. Grato por ensinares novas lições. Parabéns

    Eduardo Teixeira

    ResponderEliminar
  2. "Mas será que existe alguma palavra
    que consiga dizer o que o coração sente?"

    Hoje quando te vi mãe senti no meu coração o teu sofrimento...mesmo vendo no teu rosto um sorriso de grande cúmplicidade. E é por este sorriso que hoje tinhas e que sempre tiveste que te estou, estamos os 4, tão gratos, mesmo...
    e sim..para ti minha querida mãe não há nenhuma palavra que te diga, que bem represente o que nos vai na alma...mas tu sabes
    tu sabes bem o que nos vai no coração...!
    Para ti só poderemos estar sempre... sempre com muito Amor.

    Um abraço de muita ternura para Todas as Mães..!

    dulce ac

    ResponderEliminar
  3. Obrigada, mãe por todo o amor e carinho que me deste. Como sofreste para eu vir ao mundo, depois de já teres perdido 5 filhos! Agora que estás junto do meu pai, e do Nosso Pai, pergunte-me se te mereci. Perdoa-me mãe, se não fui a filha que tu gostarias que fosse.
    Que todos os filhos possam ter a mãe que eu tive.

    ResponderEliminar