terça-feira, 11 de agosto de 2009

Como uma cena simples se torna eterna



Reparem na expressão do jovem. No início parece triste e pequeno, mas à medida que toca o seu banjo, ele cresce com a música e vai-se deixando levar por ela até transformar a sua expressão triste num sorriso contagiante, contaminando todos com sua alegria, a alegria de um autista que é resgatada por alguns momentos, graças a um violão forasteiro. O jovem brilha, cresce e exibe o sorriso preso nas dobras da sua deficiência, que a magia da música traz à superfície. Depois volta para dentro de si, deixando a sua parcela de beleza eternizada por acaso no filme.

O jovem não é actor, apenas um autista que residia no local onde estavam sendo feitas as filmagens. Pararam num posto de gasolina para abastecer e aconteceu a cena mais marcante que o director teve a felicidade de encaixar no filme. Vale a pena o duelo, a beleza do momento e, mais que tudo, a alegria do garoto!

Aproveitem o encantamento do vídeo e acreditem que o milagre acontece quando menos se espera.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário