quarta-feira, 8 de abril de 2009

O que é a quaresma?



Eu sei que já estamos quase a terminar o tempo quaresmal, que já vamos a meio da Semana Santa, mas também sei que muito dos nossos bons propósitos, das santas intenções e do fervor inicial não passaram disso mesmo e, para a grande maioria, às tantas, a Quaresma ainda não começou a sério.

Por isso, fica o desafio aqui para aproveitarmos melhor os últimos dias que nos restam desta Semana maior a fim de chegarmos de coração renovado e reconciliado, livre e feliz à Páscoa da Ressurreição.
.

1 comentário:

  1. QUARESMA


    Como a flor-da-quaresma, percurso interior e longe de quaisquer constrangimentos exógenos que me obriga a aprimorar até florir, desabrochar pleno de cromatismo.

    Em rigor, receitas não as há!

    Há, isso sim, um pôr-se ao caminho desenvolvendo um critério, um composto feito de múltiplas temperanças e que, simultaneamente, nos reconcilie pacificando, reconciliação interior sem a qual mal podemos aspirar à Paz.

    Se existe o periodo de quarenta dias correspondente às celebrações cristãs mas que, desfazados, percorrem também todas as religiões de tronco comum e não só (!), ela simboliza, afinal, uma atitude, uma atitude perante a Vida que ou se desenvolve no tempo e sem calendários ou ...!?

    ... ou não será mais do que um rito!

    Estes têm um significado simbólico e se o simbolismo encerra toda uma profusão de sinais, esses são para ser, à medida de cada qual, interpretados e aplicados para a Vida.

    Não por quarenta dias mas numa vida inteira ...!


    Jaime Latino Ferreira
    Estoril, 8 de Abril de 2009

    ResponderEliminar