terça-feira, 28 de abril de 2009

A cobra e o pirilampo



Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um pirilampo. Ele fugia com medo da feroz predadora, mas a cobra não desistia. Um dia, já sem forças, o pirilampo parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas?
- Podes. Não costumo abrir esse precedente, mas já que te vou comer, podes perguntar.
- Pertenço à tua cadeia alimentar?
- Não.
- Fiz-te alguma coisa?
- Não.
- Então porque é que me queres comer?
- PORQUE NÃO SUPORTO VER-TE BRILHAR!!!

E é assim...
Diariamente, tropeçamos em cobras!
Mas nem por isso haveremos de deixar de brilhar!
.

4 comentários:

  1. AI


    Ai, Padre Nuno ...!

    Espero que nenhum de nós seja a cobra ...!?

    Cobra, lagarto, cruzes ... pirilampo!!

    Que brilhe, que brilhe!!!


    Jaime Latino Ferreira
    Estoril, 28 de Abril de 2009

    ResponderEliminar
  2. PADRE NUNO


    Querido Amigo,

    Apreciei o Seu riso comprovativo de uma pessoa aberta à ironia e ao bom humor!

    Aproveito para Lhe sugerir que passe pelo meu blogue onde, a propósito desta fábula, A Cobra e o Pirilampo, acabei de editar uma nova página:

    REPTO SEM PONTUAÇÃO

    Um Abraço Amigo, Seu


    Jaime Latino Ferreira
    Estoril, 28 de Abril de 2009

    ResponderEliminar
  3. Que grande verdade tu disseste!!!...
    Pode ser que as possamos exterminar se brilharmos mais.
    Sera ???
    Beijos da mae que te ama muito

    ResponderEliminar