sábado, 11 de julho de 2015

O dom de sofrer


Muitas vezes a fé é o único fundamento da coragem...

Ninguém deseja o sofrimento. Mas muitos buscam alcançar aquilo que só através dele se consegue... face a face com as adversidades da vida há que seguir para diante, pois que o bom caminho nunca se faz para trás, para onde já está feito, nem para os lados, que não levam a lado algum...

Por vezes, temos mesmo de inventar novos gestos de amor. Mesmo os momentos mais felizes da nossa vida, chegará o dia em que serão o motivo das nossas lágrimas. Ainda assim, vale sempre a pena, por mais dolorosa que seja essa pena, lutar pela felicidade mais profunda... não porque o resultado seja garantido, mas porque a luta em si já é uma vitória. 

Somos do tamanho do que combatemos. Que glória pode haver em lutar e vencer algo fraco? Que desonra pode sentir quem luta contra algo muito mais forte?

Os nossos dons não são direitos que nos foram dados, antes deveres a ser cumpridos. Custe o que custar. Só assim seremos alguma coisa, só assim chegaremos a ser quem somos. Afinal, cada um de nós é as suas obras.

Esta vida é breve. Muito breve. Há um lugar aterrador onde acabam os egoísmos deste mundo enganador. Todos, um dia, nos veremos nessa terra de desesperança, mas apenas alguns de nós terão a afinco de persistir com a sua força naquela esperança simples de que haverá sempre manhã depois de qualquer noite... por mais fria, escura e longa que ela seja. Esta vida é breve, mas talvez seja apenas parte de uma outra, que não tem fim. A essa, talvez, só chegue quem tem a coragem de experimentar todo o amor que há no ar que respiramos, que nos inspira... nos alimenta... e que devolvemos sempre... sempre.

Ter um verdadeiro dom não significa que se consiga fazer algo bem, é esforçar-se por fazer o bem, vezes e vezes, sem conta, sempre. Um talento nada é sem a vontade, a força e a persistência para o fazer vencer sobre a nossa natureza humana.

Não é raro encontrar quem julgamos fraco mas que é na verdade um guerreiro admirável, assim como é comum que, sob a capa de um herói valente se encontre apenas o que resta de um espírito fraco e mesquinho que tudo faz pelas aparências e nada pelo outros ou, sequer, por si mesmo...

Os fortes quase nunca sabem que o são. A verdadeira força nasce da humildade... uma arte que começa por guardar no silêncio a luta contra todas as tempestades de desassossego que ensombram o seu coração. Aí, no palco do maior de todos os combates... aí, onde cada um de nós vive a verdade de forma pessoal e absoluta... aí... nesse mundo onde só com a verdade se vence a mentira. 

Há mesmo quem seja capaz de vencer o maior mal, como se isso fosse a coisa mais simples do mundo...

Na vida, tal como no nosso íntimo, quanto maior for a luz, maior será a sombra... mas essa sombra estende-se sempre para o lado errado do caminho.


1 comentário: