segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Que diremos nós ao Anjo do Advento?

Anjo

Que o Teu Anjo Senhor
possa testemunhar como trazemos cravada
a necessidade da Tua mão,
a absoluta necessidade de sentir a Tua mão funda,
capaz de nos acolher tal qual somos
tal qual nos encontramos;

Que o Teu Anjo relate este desejo que temos
de sentir o roçar, mesmo que leve,
da Tua imensidão
no precipitado, no precário, no incerto
das nossas quotidianas rotas;

Que o Teu Anjo descreva o que viu em nós:
a fome e o desejo
o labor e a imperfeição
o silêncio e a prece com que dizemos
com que Te dizemos:
Vem!

José Tolentino Mendonça

Sem comentários:

Enviar um comentário