quinta-feira, 7 de novembro de 2013

A vida de Deus é Amor:



«A vida de Deus é Amor:
amor desbordante, sem limites
e que se dá livremente;
amor que se inclina misericordioso
a toda a necessidade;
amor que cura o enfermo
e ressuscita o que estava morto;
amor que protege, defende,
alimenta, ensina e forma;
amor que chora com os que choram
e se alegra com os que estão alegres;
dispostos a servir a todos
para que cheguem a ser o que o Pai quer;
numa Palavra:
o amor do Coração Divino.»

Teresa Benedita da Cruz | 1891 – 1942 
Edith Stein, Werk V, 11

Pai,
eu Te dou graças,
porque me chamas a ser o amor do Teu Coração.
Um amor que, como o Teu, se dá livremente;
um amor capaz de se inclinar
e servir em todas as circunstancias;
um amor capaz de aliviar a dor do enfermo
e ser sinal de esperança;
um amor capaz de fazer germinar sinais de vida
onde há morte;
um amor voltado para os irmãos,
disposto a fazer-se tudo para todos.

Pai,
dá-me um coração capaz de servir a todos,
para que todos possam sentir a força do Teu Amor
e a alegria de serem Teus filhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário