sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Como um grão de mostarda


"Os Apóstolos disseram ao Senhor: «Aumenta a nossa fé». O Senhor respondeu: «Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: ‘Arranca-te daí e vai plantar-te no mar’, e ela obedecer-vos-ia. " (Lc 17, 5-6)
 
Às vezes, Senhor, quando duvido,
quando não sinto nada
e me vejo cético,
todavia sei parar
e colher um grão de mostarda
na palma da minha mão,
e olhá-lo e remirá-lo,
lembrando-me das tuas palavras.
E, às vezes, quando tudo corre bem,
quando a vida me sorri,
quando não tenho problemas
para acreditar em Ti,
nem para acreditar nos homens e mulheres,
nem para acreditar em mim...,
também me atrevo a colher um grão de mostarda
na palma da minha mão,
e o olho e remiro
lembrando-me das tuas palavras:
"Se tivésseis fé como um grão de mostarda..."


Sem comentários:

Enviar um comentário