sábado, 1 de junho de 2013

Hoje pude perceber como és importante, Mãe




Maria, minha Mãe e Mãe de toda a Igreja, 
hoje, 13 de Maio, recordamos a tua aparição aos Pastorinhos, em Fátima.
E, como não podia deixar de ser, hoje pensei em ti.

Hoje pude olhar e ver tantos irmãos que seguem o teu exemplo, que, como tu, querem dizer Sim à vontade de Deus.
Hoje pude perceber como és importante, Mãe, para os teus filhos.
Hoje pude ver um Pastor e as suas ovelhas a porem aos teus pés as suas vidas, pois sabem que em ti encontram toda a confiança e segurança necessárias nas suas caminhadas na Fé.
Hoje tive mais certezas de que o amor de Mãe não se explica, não tem definição, ele está presente em cada pequeno gesto teu.

Maria, hoje pude pensar mais, reflectir no quão grande exemplo és para mim e para toda a comunidade

O teu olhar transmite-nos esperança, relembra-nos que a vida é feita de alegria, mas também tem os seus sofrimentos. Tu própria recebeste a notícia do Anjo Gabriel, alegraste-te no nascimento de Jesus, mas também viste o teu Filho a ser crucificado; porém sempre fizeste a vontade do Pai.

No teu sorriso vemos a certeza de que nunca estamos sós, que temos sempre um Pai e uma Mãe, prontos a ouvir-nos, e que podemos sempre sorrir e ver o lado positivo perante qualquer situação.

Nos teus braços sentimos uma ternura e um carinho que nos envolvem, que nos fazem sentir especiais; os teus braços estão sempre abertos, prontos a acolher-nos, quando mais precisamos, quando menos merecemos.

No teu colo encontramos um abrigo nos dias de tempestade, um aconchego que nos dá mais forças quando pensamos que já não as temos; nele sentimo-nos seguros, com confiança para partilhar os nossos sorrisos e as nossas lágrimas, os nossos medos e as nossas conquistas. É no teu colo que esquecemos as preocupações, que voltamos a ser crianças, vendo a vida com simplicidade.

No teu exemplo vemos um modelo a seguir; uma humildade, entrega, confiança e disponibilidade que são as nossas aspirações enquanto cristãos; aprendemos a ver mais o "outro" e menos o "eu", a usar mais a palavra "dar" do que "receber".

No teu silêncio procuramos e achamos muitas respostas às nossas dúvidas e inquietações; nele encontramos a paz que falta muitas vezes nos nossos dias.

No teu SIM encontramos apenas 3 letras, mas uma vida inteira de entrega, de confiança, de amor...

Maria, ensina-nos a ser como tu, a dizer o teu SIM, um SIM fiel, cheio de Fé e confiança.
Ajuda-nos a seguir a tua luz, que ilumina os nossos caminhos.
Que consigamos amar como tu, sem limites.
Que não tenhamos medo de arriscar.
Que nunca nos esqueçamos de ti.

(13-05-2013)

HC

Sem comentários:

Enviar um comentário