sexta-feira, 22 de março de 2013

Viver na incerteza



«Reflecti sobre a luta económica,
que produziu tantas ruínas
e foi também causa
de um número espantoso de suicídios.
Creio que há uma relação
entre a incapacidade de olhar com olhos serenos
e aceitar a ruína da vida externa,
com uma concepção pobre da vida eterna.»

Santa Teresa Benedita da Cruz, Autobiografia, 2.1


Senhor, como é difícil viver na incerteza
e olhando para um horizonte de pobreza…
Mas, Senhor, quem acredita em Ti
acredita em duas coisas:
que me amais no tempo
e na eternidade.
No tempo ajudais-me com a Tua Providência,
na eternidade reservas-me o Teu abraço eterno
dando-me a Vida para sempre.
Estas duas realidades são tão reais
como a realidade que hoje vivo.
Porque não acreditar até às últimas consequências
nas verdades da Fé,
para assim poder ter a certeza do Teu auxílio e protecção?!
A realidade não é o que nos dizem
os meios de comunicação.


“A realidade é Cristo”! (Col. 2, 17)

Sem comentários:

Enviar um comentário