quinta-feira, 4 de outubro de 2012




Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Ó Mestre,
fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando, que se recebe.
Perdoando, que se é perdoado e
é morrendo, que se vive para a vida eterna!
Amen.

S. Francisco de Assis

1 comentário:

  1. "Ó Mestre,
    fazei que eu procure mais:
    consolar, que ser consolado;
    compreender, que ser compreendido;
    amar, que ser amado.
    Pois é dando, que se recebe.
    Perdoando, que se é perdoado.."

    São Francisco de Assis, quanto Saber e quanto Ser lhe percebemos na sua vida, pelas orações e outros escritos de indizível gratidão para todos nós que hoje refletimos..um estar e um ser de grande perseverança, ao sofrimento e às dificuldades que sabemos viveu.

    E é sempre maravilhoso, absolutamente admirável, ler o que Viveu e nos escreveu, sempre o mesmo sentir de gratidão.

    dulce ac

    ResponderEliminar