quinta-feira, 22 de março de 2012

Só Tu tens palavras de vida eterna! (Jo 6, 68)



Filho / a,

"Conheço-te desde que nasceste: Já antes, quando estavas no seio da tua mãe! Tu, talvez não te tenhas dado conta, mas sempre estive contigo, nunca te abandonei! Como o poderia fazer, se tu és a minha melhor obra, a minha alegria e companhia, o meu filho, a minha filha, em quem se deleita o meu Espírito? Sim, sim, não posso deixar de pensar em ti, emociono-me, só de pronunciar o teu nome. Gostaria tanto que acreditasses no quanto te amo!

Enfim, se me conhecesses bem já saberias que o meu ser é amar e dar vida. Não sei fazer outra coisa; por exemplo, não sei odiar nem guardar rancor contra alguém. Como o sol dá luz e calor, eu dou vida e amor. É o que sei fazer. É o que sou e o que quero fazer. Sem nunca me cansar, porque Eu sou amor.
Antes de criar o mundo já sonhava contigo. Sabes que não há ninguém igual a ti, nunca houve, nem haverá? Não te quero perder porque és um exemplar único! Ninguém antes de ti olhou as coisas com os mesmos olhos que tu as vês. Ninguém me ajudará no que tu me podes ajudar e da maneira que tu o podes fazer. Ninguém me amará com o amor que coloquei no teu coração.
Quanto desejo que acredites em Mim! Que me dizes?

Sou Eu Aquele que sustém o teu alento para que respires. Não tenhas medo que Eu vou contigo.
Não sabes que alegria tive quando te ouvi pronunciar a primeira palavra! Pensei para comigo: já despertou a sua inteligência! Pensei feliz: poderá ajudar a cuidar a vida e melhorá-la. Infundirá ânimo num amigo. Colocará um tijolo. Cozinhará um petisco para os amigos. Criará um poema. Beijará com ternura um amor. Reparará um motor. Cuidará um jardim. Lançará trigo à terra. Espalhará alegria. Perdoará como Eu. Combaterá abusos. Acenderá nalguém a emoção do enamoramento. Cuidará um doente. Levantará um caído. Construirá a comunhão. Semeará gratidão. Sairá de si mesmo e organizar-se-á. Amar-me-á. Dará à luz novas ideias. Amará. Saberá pedir perdão.
Aprenderá de todos. Será humilde. Chorará por amor e por justiça. Cantará. Resistirá.

Já fizeste muito disso: não sabes quanto to agradeço! Não duvides das imensas alegrias que me dás!
Preciso da tua ajuda. Para o meu projecto necessito urgentemente de amigos, amantes, embaixadores, companheiros, apóstolos, filhos, trabalhadores. Necessito de gente que como Eu queira colaborar na criação da grande família humana. Uma família na qual ninguém domine a ninguém. Uma família que respeite e potencie o crescimento de todos. Una família na qual os pobres, os que estão tristes, os fracassados, os desprezados, os débeis se vejam valorizados e escutados, se vejam respeitados e assistidos.

Para construir a minha família preciso de irmãos.
Queres vir comigo? Posso contar contigo, amigo, amiga?
Deixar-te-ás acompanhar e guiar por mim dia a dia?
Olha para Jesus, e saberás descobrir os meus caminhos. Os teus melhores caminhos.
Aproxima-te de Jesus, e serás uma nova criatura.
Responde-me. Ainda que não me digas que sim a tudo, ou a nada, amar-te-ei de igual forma.

Um abraço imenso do teu Pai, amigo, mãe, servidor, admirador, irmão, de Deus que quer ser o teu Deus, do teu pobre que te chama, do teu menino, da tua rocha firme, do teu passado e do teu futuro, do teu Redentor, do teu acompanhante fiel. Um abraço transbordante de ternura, de respeito, de entrega sem reservas... e de emoção esperando a tua resposta."

Ordem dos Padres Carmelitas descalços em Portugal

Sem comentários:

Enviar um comentário