quarta-feira, 13 de abril de 2011

A Dívida Soberana – Sete mandamentos para atravessarmos a crise

http://hangover80.files.wordpress.com/2009/06/10-mandamentos.jpg?w=295&h=360

"O pão multiplica-se quando aceita ser repartido. A gramática da Vida é a condivisão"

1º - A primeira de todas as dívidas soberanas, e certamente a mais fundamental, é aquela que cada um de nós mantém para com a Vida. Essa dívida nunca a pagaremos, nem ela pretende ser cobrada. Reconhecer isso em todos os momentos, sobretudo naqueles mais exigentes e confusos, é o primeiro dos mandamentos.

2º - Se a maior de todas as dívidas soberanas é para com um dom sem preço como a vida, cada pessoa nasce (e cresce, e ama, luta, sonha e morre) hipotecada ao infinito e criativo da gratidão. A dívida soberana que a vida é jamais se transforma em ameaça. Ela é, sim, ponto de partida para a descoberta de que viemos do dom e só seremos felizes caminhando para ele. É o segundo mandamento.

3º - O terceiro mandamento lembra-nos aquilo que cada um sabe já, no fundo da sua alma. Isto de que não somos apenas o recetáculo estático da Vida, mas cúmplices, veículos e protagonistas da sua transmissão.

4º - O quarto mandamento compromete-nos na construção. Aquilo que une a diversidade das profissões e as amplas modalidades do viver só pode ser o seguinte: sentimo-nos honrados por poder servir a Vida. Que cada um a sirva, então, investindo aí toda a lealdade, toda a capacidade de entrega, toda a energia da sua criatividade.

5º - A imagem mais poderosa da Vida é uma roda fraterna, e é nela que todos estamos, dadas as nossas mãos. A inclusão representa, por isso, não apenas um valor, mas a condição necessária. O quinto mandamento desafia-nos à consciência e à prática permanente da inclusão.

6º - As mãos parecem quase florescer quando se abrem. Os braços como que se alongam quando partem para um abraço. O pão multiplica-se quando aceita ser repartido. A gramática da Vida é a condivisão. Esse é o mandamento sexto.

7º - O sétimo mandamento resume todos os outros, pois lembra-nos o dever (ou melhor, o poder) da esperança. A esperança reanima e revitaliza. A esperança vence o descrédito que se abate sobre o Homem. A esperança insufla de Espírito o presente da história. Só a esperança, e uma Esperança Maior, faz justiça à Vida.

José Tolentino Mendonça
.

1 comentário:

  1. UMA ESPERANÇA MAIOR

    "Nesse silêncio se faz vida

    Deponho silente as armas. Faz-se sublime em mim.

    Acordo na dimensão outra que as palavras estão londe de contar.
    Pendo a cabeça. Elevo as amãos. Soergo a alma.
    Mais um suspiro de infinito.

    Abarco-me intermitente.
    No amanhecer do mundo, o ocaso de um ser.
    O universo redime os buracos negros que o Sol enfastiado vomitou.
    A Lua empalideceu no teu murmúrio e os caminhos são já novos.

    Vestes a dor colada há muito. E despes as roupagens principescas.
    Escarnecerão de ti os plebeus no olhar desencantado do teu fulgor.
    Amavam-te a divindade. E destes-lhes o humano.

    Depuseste-te no caminho.
    Os cânticos que te ecoam louvam o ser.
    E o teu espírito eleva-se em mãos abertas.

    Há um silêncio de paz no murmúrio da manhã. E tanto que fica em vida por fazer.
    Desce então desse êxtase sofrido.
    Funde na alma as madrugadas por dizer e os dias que são teus.

    Os caminhos não tratarão os teus pés. O pensamento ensandece.
    Nos arco-íris enontrarás sempre uma janela para a dimensão de outrora.
    Sorris triste amando o teu calvário, feito de mármore, fulgor e solidão.

    E voltas. Num silêncio que mais ninguém ouve.
    Num olhar que querem outro. Nas roupagens principescas.
    As mãos abrem-se ao contrário e lentamente se faz dia.

    Vem aí a multidão. E aguarda a divindade.
    Nos chinelos de sisal, só eles verão os brilhantes que os encanta.
    Depõe agora o teu adagio.
    E nesse longinquo horizonte, faz em ti a tua vida."
    (Daniel Silva)

    Acreditar.

    Que a esperança é palavra profícua.
    Que a vida só tem sentido se vivida na sua vera essência.
    Então,

    Renasceremos numa Esperança Maior, que fará justiça à Vida.

    dulce ac

    ResponderEliminar