sexta-feira, 12 de março de 2010

Medos...



Penso que todas as crianças têm medo do escuro. Eu tinha; e muito. Por isso, numa casa sem energia eléctrica, ao escuro não podia somar-se o silêncio: precisava de ouvir um adulto falar, mesmo que a conversa não dissesse nada com grande sentido...
Aquela voz era mão na minha mão, aconchego e segurança, proximidade que me pacificava...

Se não ficava valente, ao menos esbatiam-se as sombras internas – tanto mais depressa quanto mais amava e confiava.

Hoje, Senhor, preciso de ouvir a Tua voz. Porque são outros os medos, diferentes as trevas e só em Ti quero pôr a minha esperança.

Rádio Renascença
.

1 comentário:

  1. SOLIDARIEDADE E AMOR

    Os medos dissipar-se-ão:

    Em família
    Em comunidade
    Nas paróquias (ou noutro lugar)

    Experimentando num amor espontâneo
    a mesma dignidade no sermos respeitados e acarinhados de igual modo, acautelando sempre a especificidade de cada um, como seres únicos que somos.

    Esta é a mensagem inequívoca de Jesus: a de um amor incondicional de Deus a toda a humanidade.

    Um amor solidário
    De compromisso

    Evidenciado numa relação tão desejada de confiança e de verdade, seja no âmbito da família, ou em comunidade. Onde quer que estejamos.

    dulce ac

    ResponderEliminar