sexta-feira, 29 de janeiro de 2010



Estas crianças não são notícias de jornal. Não são filhos de celebridades nem cometeram crimes, apenas cederam a sentimentos que andam meio fora de moda: SOLIDARIEDADE e RESPEITO.

Seja assim coonosco. Que a iniciativa de ajudar esteja sempre presente nas nossas vidas!

BOM MESMO É IR À LUTA COM DETERMINAÇÃO,
ABRAÇAR A VIDA E VIVER COM PAIXÃO,
PERDER COM CLASSE E VIVER COM OUSADIA,
POIS O TRIUNFO PERTENCE A QUEM SE ATREVE,
E A VIDA É MUITO BELA PARA SER INSIGNIFICANTE.
Charles Chaplin
.

2 comentários:

  1. (...) E A VIDA É MUITO BELA PARA SER INSIGNIFICANTE (...)

    Concordo.
    Vive-a em muitos dos teus dias com alegria, sendo solidário sempre por actos de uma imensa ternura...

    "A Caridade

    Ela tinha no rosto uma expressão tão calma
    Como o sono inocente e primeiro de uma alma
    Donde não se afastou ainda o olhar de Deus;
    Uma serena graça, uma graça dos céus* *,
    Era-lhe o casto, o brando, o delicado andar,
    E nas asas da brisa iam-lhe a ondear
    Sobre o gracioso colo as delicadas tranças.

    Levava pela mão duas gentis crianças.

    Ia caminho. A um lado ouve magoado pranto.
    Parou. E na ansiedade ainda o mesmo encanto
    Descia-lhe às feições. Procurou. Na calçada
    À chuva, ao ar, ao sol, despida, abandonada
    A infância lacrimosa, a infância desvalida,
    Pedia leito e pão, amparo, amor, guarida.

    E tu, ó Caridade, ó virgem do Senhor,
    No amoroso seio as crianças tomaste,
    E entre beijos – só teus — o pranto lhes secaste
    Dando-lhes leito e pão, guarida e amor."

    (Machado de Assis)

    dulce ac

    ResponderEliminar